Qual sua real idade?

Outro dia postei no Twitter uma frase de Confúcio, uma pergunta na verdade: Qual seria sua idade se você não soubesse quantos anos tem?

Essa coisa de idade sempre me incomoda. Já escrevi sobre isso. Estar perto de completar 50 anos não me incomoda não. O que me intriga é por que não consigo ser velho? Muita calma nessa hora: Não tenho Síndrome de Peter Pan, não é isso. Mas eu acho, já até quis isso, que deveria ser mais “velho” do que realmente sou. Não em idade, mas em comportamento.

A verdade é que sempre achei que a idade ideal de uma pessoa é 35 anos. Eu me sinto com 35 desde que eu tinha 20. Ora, não é justo que agora com quase 50 eu me sinta diferente… Se quando novo me sentia velho, é justo que velho me sinta novo…

Tudo bem que às vezes eu passo dos limites e volto a ter 17, mas só quando vou para a praia fazer meus experimentos com bombas. Devo ter uma veia terrorista. No bom sentido… Meu companheiro de experimentos é meu querido primo, atualmente com 53. Sim, já conversamos seriamente sobre esse nosso comportamento esquisito. Ele também se sente bem mais novo do que a realidade, mas chegamos à conclusão de que somos responsáveis na hora certa e moleques quando temos essa possibilidade.

Muita gente falou comigo sobre esse assunto. A maioria com mais de 30 queria voltar a ter os 30. Alguns com mais de 40 vivem como se tivessem 18 e aí a coisa fica completamente descabida.

O que eu sei é que aquela coisa que muita gente acha clichê é verdade: A idade está na mente.

Respondendo a pergunta especificamente, eu falei que gostaria de estar com 35 anos. Mas isso não é uma resposta, é um desejo… Pois bem, se eu não soubesse quantos anos eu tenho, diria que… que… ah, não sei. Meu comportamento é de alguém mais novo, entretanto fisicamente não sou mais um garoto. Em todos os sentidos. Não posso mais “jogar bola” como um cara de 20 e muito menos posso sonhar em ter mais de uma artista da Globo na cama a não ser que seja para dormir ou assistir ao último capítulo da novela, nada além disso, se é que me entendem…

É ridículo ver uma mulher vestida como uma menina? Ora, quem somos nós para julgá-la? Quando olhamos um casal com diferença grande de idade ficamos abismados, não é? Pois bem, isso é pura inveja.

As pessoas às vezes me olham torto porque na minha idade eu prefiro tênis e caça jeans a sapatos de cromo alemão e terno… Me olham feio porque uso brinco… Me dão bronca porque faço molecagens na praia… ora, façam um favor a si mesmos: Vão cuidar dos seus problemas!

O engraçado dessa coisa de idade real, mental, física ou qualquer coisa que o valha, é que ficamos presos nesses padrões da sociedade depois que crescemos. As crianças podem viver em paz, livremente, fazer o que bem entenderem. Já quando no tornamos adultos, vivemos nos censurado e policiando. Isso pode, aquilo não e assim por diante. Sem falar que os outros também nos vigiam, julgam e, na maioria das vezes, condenam.

Na boa… pro inferno com a sociedade. Há muito tempo eu percebi que as pessoas têm problemas graves, distúrbios severos mesmo. Parece brincadeira quando a gente vê alguém que mal se aceita ou que passa o tempo todo pensando e cuidando da vida dos outros, mas isso são problemas bem mais graves do que essa gente imagina.

Pior, é contagioso. Com o tempo nossos Egos incorporam esses padrões que ninguém sabe quem é que definiu como certo, errado, aceitável, etc. e acabamos embarcando nessa onda. Não dá para deixar os outros definirem como é que temos que nos comportar, não tem cabimento.

Olha, a única coisa que eu penso e passo para clientes, filho, amigos é o seguinte: Use o bom senso. Sempre, em qualquer lugar… com qualquer idade. O resto é bobagem. 

MM

Anúncios
Publicado em Ego. 7 Comments »

7 Respostas to “Qual sua real idade?”

  1. Felipe Alexandre Says:

    Bárbaro! Tenho 19 anos preste a fazer 20, mas sinto minha cabeça em outra sintonia, muitos amigos meus comentam comigo que eu pareço ser velho demais e até os que eu não comento a idade logo entram em conflito quando tentam adivinha-lá porque o corpo fala uma coisa mas minhas atitudes outras.

    Curtir

  2. guethinha Says:

    nossa, amei o texto e os comentários….

    eu sou e serei uma eterna criança…com o bom senso aplicado (;

    Curtir

  3. Lisa Says:

    Parabéns Marcelo! O bom senso é a idade perfeita!

    Hoje por exemplo tenho só 18 anos.
    Amanhã não sei.
    Mas no sábado dia em que farei despesas para casa, certamente estarei com uns 60.
    Tenho 35 vividos, mas, não vivo com os 35 todos os dias.
    Tento sempre levar na bolsa a idade ideal …………………….o Bom Senso!

    Seu texto me fez lembrar:
    _Minha filha que tinha apenas 4 anos de idade e levou uma bronca horrivel de minha mãe ainda se não bastasse puxões por tocar na porta do vizinho e sair correndo………………..Nossa , ainda sou capaz de ouvir o choro sentido daquela criança que deveria pensar (Não sabia que era tão feio assim)……..
    Eu com cuidado tirei minha filha dos braços da minha mãe , sequei suas lágrimas e disse :
    _ Filha quando for fazer esta brincadeira, chame a mamae., ela me olhou muito desconfiada !e do outro lado minha mãe olhou-me com sensura a espera de que eu completasse………

    ……………Filha, até que bata á porta novamente, precisa esperar alguns minutos, para que a pessoa se canse de esperar você voltar.

    Minha mãe? brigou comigo e falou tudo o que me disse a vida inteira…..resume-se em “O que as pessoas irão pensar?”
    Minha filha sorriu e que eu me lembre nunca mais bateu na porta alheia (que particularmente acho uma pena), mas sempre que quiz fazer algo que poderiam trazer sensuras me paticipou.

    Quantos anos eu tinha ? eu tinha 23!, mas anquele momento me imaginei com 4.

    Daquele dia em diante descobri que já não tinha mas idade para morar com minha mãe!

    Idade, idade…………idealizações á parte, o que vale mesmo é a leitura de cada necessidade!

    Curtir

  4. Denise Says:

    Eu acho que tenho a Síndrome de Peter Pan. Talvez pelo medo de envelhecer ou, pelo que diz Drummond:

    Sofremos não porque envelhecemos, mas porque o futuro está sendo confiscado de nós, impedindo assim que mil aventuras nos aconteçam…
    Abs
    Denise

    Curtir

  5. Bel Says:

    Como diria uma amiga minha : Idade é só um número.
    Não saberia definir a minha, se não soubesse quantos anos tenho . Ela muda radicalmente, ao decorrer do dia…rs Acordo com 42, no trabalho minha idade fica próxima a dos meus alunos, aproximadamente 2 anos de manhã e 5 a tarde…maravilha ter essa idade…rs. Ao chegar em casa me sinto com 70 anos, é um tal de…Nossa mãe que piadinha de velha, que ditado de velha, aff isso é antigo. Ai, eu vou pra academia…lá eu me sinto com 25…rs. Na hora de dormir, já estou com 42 novamente. Me sinto infinitamente melhor de manhã, aos dois anos. Despreocupada, espontanea, feliz.
    Adorei esse texto.
    Beijos

    Curtir

  6. Maria Ines Says:

    Bom texto como sempre. Bastante duro mas este é o Marcelo Mello, jamais alivia.
    Minha idade: 33
    O que eu imagino ter: 20 *risos*
    beijos

    Curtir

  7. Debora Says:

    Nossa, que texto mais verdadeiro, autentico. Eu acho que tenho uns 30 apesar dos meus 38
    A idade que temos tem que ser a que nos sentimos bem e não um numero.

    Curtir


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: