Aula de Vida

Aula

Uma vez eu brinquei, nem sei se escrevi a respeito um texto inteiro ou se apenas mencionei, que deveria haver uma matéria permanente nas escolas e faculdades que debatesse com os alunos a Vida.

Calma, não estou falando de vida biológica, estou falando de vida mesmo, a nossa, os seres humanos. Sempre admirei a profisssão de professor e claro que adoraria dar aulas sobre o tema. Se você aí do outro lado for dono de escola, me procure e conversamos…

O conteúdo da matéria seria desenvolvido de acordo com cada fase, criança, adolescente e adulta. Ainda que eu entenda que as pessoas se tornam adultas bem depois dos 30 anos. Diria que quase aos quarenta…

Mas pode , inclusive, ajudar essa gente a se tornarem adultas mais cedo, na hora certa, afinal de contas, é essa falta de maturidade e preparo para a Vida que deixa as pessoas com medo de crescer.

Por que é que cheguei a essa conclusão? Bem porque há anos eu tento pensar num modo de mudar o ensino. Creio que a fórmula atual não deu muito certo. Uma aula de Vida pode ser o início dessa revolução. Tenho absoluta certeza de que seria uma das aulas mais concorridas.

Em classe – ou fora dela – seriam discutidos temas variados como família, amizade, relcionamentos amorosos, profissões, carreira, hobby… agora os gurus de autoajuda falam pelos 4 cantos do planeta da importância de as pessoas terem um hobby, coisa que falo e escrevi em meu segundo livro há extatos dez anos…

E disso que estou falando, tentar antever as coisas e poder passar isso aos alunos, estou falando em prepará-los para enfrentar a sociedade, quem sabe até mudar toda essa baboseira que a sociedade do politicamente correto tenta fazer com nossas mentes. Para o desenho da sociedade atual, liberdade de pensamento é um estorvo. Ninguém gosta. As pessoas preferem manipular as massas e vou dizer uma coisa, as massas amam ser mainupuladas porque não conseguem e muito menos querem pensar por conta própria.

Uma Aula de Vida instigaria os alunos a ter mais personalidade e colocar seus pontos de vista sobre o que enxergam e não a aceitarem o que lhes é imposto sem ao menos um questionamento sequer. Fico a imaginar quantas coisas legais teria escutado de meus ex-colegas de classe se tivéssemos uma aula dessas no passado… Quantas questões teriam sido discutidas. Não penso queos  eventos da vida seriam evitados, mas sim que os alunos estariam preparados para a maioria deles. É disso que se trata essa ideia: Preparação para enfrentar a realidade e não um meio de evitar problemas.

Com professores bem preparados – e tenho muita certeza de que haveria muita gente interessada em dar aula disso – uma aula seria um bate papo informal onde os próprios alunos escolheriam os temas. Algo livre, algo que despertasse o interesse da turma e não uma imposição estúpida como decorar a Tabela Periódica. Tem muita coisa errada com o ensino… tem muita coisa errada com a formação de adultos. Algo precisa ser feito.

Os adultos estão cada vez mais angustiados porque provavelmente seus educadores, e aí coloco no mesmo saco pais e professores, se preocuparam em poupar seus educados.

Poupar as pessoas da realidade é o mesmo que mantê-las despreparadas para enfrentar a Vida de frente. Olha só no que deu… um bando de crianças de quinta série com 35, 40, 45 anos… Valeu a pena?

MM

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: