Feliz Ano Novo

2017

E então mais um ano se foi. Chegamos ao final de 2016 e aí somos obrigados a fazer aquela perguntinha chata: O ano foi bom?

Pois é, pergunta inevitável, mas quase tão inevitável é responder dizendo que o ano foi ruim, uma porcaria ou até mesmo, sem graça.

Como Coach, sou obrigado a perguntar: E você sabe por qual razão seu ano de 2016 não foi do jeito que você queria? Bem, faço aqui uma importante ressalva: É evidente que seu ano pode ter sido ruim porque você teve algum problema de saúde, pode ter perdido um parente ou amigo querido, como foi meu caso, pode ter tido percalços alheios à sua vontade ou controle. Tudo bem, vamos descontar essas coisas inevitáveis, tudo bem?

Falemos do resto. Você fez o que queria? Se dedicou a cumprir à risca aquela lista que fez no final do ano passado? Correu atrás do que sonhou, ou melhor, transformou aquele sonho em um objetivo concreto?

E para o ano que vem? Vai fazer o quê em relação a isso. A mesma coisa? Já aviso que se fizer sempre as mesmas coisas vai colher os mesmos resultados. Isso é óbvio, mas algumas pessoas não enxergam nada, nem o óbvio, nem o que está debaixo do nariz.

Então vamos lá. Vamos fazer uma lista do que você quer realizar no ano que está prestes a começar. Seja inteligente e bondoso consigo. Elabore uma lista que seja alcançável. E para fazer isso, temos que recorrer a uma coisa bem simples, mas que às vezes dói um pouquinho além da conta se você não tiver o costume de praticar o exercício: Olhe, antes de tudo, para dentro de si mesmo.

Fazendo isso você vai notar que precisará ter capacidade para realizar aquilo que se propõe a fazer. Sim, caros leitores, de nada adianta sonhar em ser um astronauta se você tem medo de avião. Se mal consegue entrar em um avião, como pretende entrar em um foguete? Não dá!

É o que falei de ser inteligente na elaboração de seus desejos. Sonhar é bom, claro que sim, mas realizar é melhor ainda. Já falei disso aqui em artigos anteriores. Assim sendo, há que se transforar aquele sonho em objetivo para que tudo se torne realidade. Mas antes de se tornar realidade, lembre-se, há que se tratar de algo realizável. E para tal, é preciso que você tenha a capacidade de executar sua missão.

É, eu sei, não é nada simples. Não basta sair por aí colocando seus desejos num pedaço de papel. Se fosse assim fácil, você não chegaria no final do ano irritado por não ter conseguido nada do que desejou.

Disciplina, determinação, competência e comprometimento. É disso que você precisa para chegar ao final de 2017 dizendo que o ano foi o melhor de sua vida. Faça com que seja, assuma que o compromisso está em suas mãos!

Eu, Marcelo Mello, desejo a todos um Feliz Ano Novo, repleto de tudo o que vocês desejarem!!!

MM

 

Publicado em Ego. Tags: . Leave a Comment »
%d blogueiros gostam disto: