Sonho Real

images

Todo mundo sonha com uma vida melhor. A maioria, quando sonha, se esquece do que é real, do que pode ou não virar realidade dentro da sua… bem, da sua realidade. Sonhar por sonhar, sem levar em conta o mundo real não faz sentido. É machucar-se na certa.

A sensação que um sonho provoca é incrível. Já a sensação que a realidade mostra nem sempre. Numa doce lembrança que me veio à mente agora, coisas de um passado distante, diria que transformar a realidade num sonho foi muito mais surpreendente do que a de um sonho que se transforma em realidade. Ok, pode parecer que esteja abusando desse negócio de brincar com as palavras, mas é a verdade.

Você está ali, sonha com algo, age e as coisas se realizam. Poxa, bacana, é a busca de todo mundo e nem todos conseguem, há mesmo que valorizar o feito. Quando a realidade se transforma em sonho é completamente inesperado, afinal, quem sonha espera que aconteça, não? De alguma forma você está se preparando para que o sonho se torne real. O problema do inesperado é que ele nunca depende das variáveis que a gente consegue controlar. O inesperado tem vida própria e se manifesta quando quer.

Imagine a cena: Você continua vivendo a mesmice da sua existência morna e de repente… algo acontece e sua realidade muda de tal forma que você se sente completamente inserido num contexto, até então, impensável, um verdadeiro sonho.

Passa então a alimentá-lo e as sensações vão sendo incorporadas ao seu dia a dia e quando se dá conta, não sabe mais o que é real e o que é sonho. Somos seres completamente insanos. Para que tentar descobrir ou fazer essa divisão? Não podemos simplesmente viver o sonho? Pois é, não podemos. Temos essa tendência estúpida de separar o sonho da realidade. Ou a realidade te alerta que é um sonho ou o sonho fica tão real que perde a força que só um sonho tem.

Sempre digo que nossa missão maior na Terra nem é pela Terra e sim por nós mesmos. Perdoem-me os que abrem mão da vida para defender o planeta, mas acho que a maioria é mega problemática. Sou completamente contra a qualquer tipo de auto-anulação. Prometo que no primeiro comentário achando isso um absurdo, eu mergulho mais no tema.

Enfim… viemos ao mundo para realizar nossos sonhos. Mas como é que se sonha certo, coisas realizáveis? Aí tem uma espécie de pegadinha da vida: Para sonhar temos que saber o que queremos. E para saber o que queremos temos que ter experimentado algo parecido. A não ser quando dormimos, ninguém sonha com o que não conhece. Ok, pode até ser, mas no mínimo há que se ter um ponto de partida, imaginar algo para sonhar. E normalmente quando imaginamos algo, alguma referência real tem que haver para nortear os pensamentos.

Obviamente que essa referência é o sujeito que sonha. O que quero dizer com isso é: O norte foi estabelecido, assim sendo, todo sonho deve ser baseado em algo que o sujeito seja capaz de realizar. Aí é que vem a armadilha do nosso Ego.

Egos “bem resolvidos” (Eu odeio esse termo) são aqueles que sabem muito bem o que são capazes de fazer. São aqueles que têm a exata noção da realidade: Querer x Poder.

Ninguém tem. Parece pedante da minha parte afirmar isso, mas quem é que disse que não sou pedante… Além disso, eu simplesmente sei. E você, caro leitor, também sabe. Talvez você que é menos pedante do que eu, jamais fosse capaz de afirmar algo desse tipo, mas eu afirmo sem dó nem piedade: Ninguém tem a exata noção de tudo o que é ou não é capaz de realizar. Além disso, ninguém sabe realmente o que quer.

Quando era jovem, ávido por realizar alguma coisa, eu tinha uma máxima que balizava meus pensamentos: Se alguém é capaz de fazer, eu também sou.

Claro, a vida me mostrou que eu estava louco. Não sou capaz sequer de fazer arroz e sei de bilhões de pessoas que sabem. Brincadeiras à parte, fazer arroz nunca fez parte dos meus sonhos. Aí você tem que ter a coragem de admitir não ser capaz de tudo. Eu assumi. Não sou capaz de tanta coisa que se pensar nisso agora caio em depressão me achando um inútil.

Resumindo: Não somos capazes de sonhar o tempo todo com o que podemos realizar. Outro ponto é que não depende só de nós termos a realidade transformada em sonho. Isso é “quase” obra do acaso.

Aproveito para mencionar outros absurdos da “inteligência” humana: Em muitas ocasiões, abortamos nossos sonhos, digamos assim, realizáveis, porque não temos coragem correr atrás; ou… somos influenciados negativamente pelos outros que não fazem a menor idéia de quem somos (Sim, isso aí que você pensou: inveja. Invejosos nos contaminam o tempo todo); ou ainda… desistimos facilmente quando a primeira dificuldade aparece. E por aí vai.

Nossos Egos são estúpidos: Ou sonhamos errado ou nos sabotamos quando sonhamos certo. Pelo menos na maioria das vezes.

Se eu pudesse dar uma primeira dica sobre esse tema – e eu posso, afinal de contas o Blog é meu e posso escrever o que bem entender – diria para você que a melhor coisa a fazer é manter os olhos abertos. Não, não é uma dica qualquer. Eu, você e tantos outros passamos boa parte da vida de olhos bem fechados.

Olhos fechados não enxergam oportunidades de transformar a realidade num sonho.

MM

Anúncios
Publicado em Ego. 9 Comments »

9 Respostas to “Sonho Real”

  1. MM Says:

    Tonny,
    Embaixo da minha foto aqui no Blog tem acesso a meu email.
    Vamos conversar por lá? Eu prefiro.
    Mande-me um email e eu respondo.
    Coloque algumas informações, como onde trabalha, idade e tudo o que achar necessário dizer sobre vc, características da sua personalidade, enfim, me conta quem é o Tonny, ok?
    Vou te responder e também propôr alguns exercícios de Coaching, uma metodologia que eu mesmo desenvolvi.
    Que tal, topa o desafio?
    Abraços
    MM

    Curtir

  2. MM Says:

    Oi Tonny,
    Estive fora o dia todo ontem, mas vou te responder sim.
    Fique tranquilo, vc tem cura… rssss
    Abraços,
    MM

    Curtir

  3. Tonny Says:

    Olá MM!
    Você falou para eu dar notícias, eu dei.
    Expus o meu ponto de vista.
    Será que ele não tem alguma coerência?
    Será que ele é muito pessimista?
    Pois é, meu amigo, como eu lhe disse, não vejo uma luz no fim do túnel.
    Abraços,
    Tonny

    Curtir

  4. Tonny Says:

    Olá MM!
    Obrigado pela receptividade e pela disposição em ajudar.
    Realmente, ando muito triste com a situação em que se encontra o Brasil. É desanimador !
    Não vislumbro a curto, médio ou longo prazo uma mudança para melhor dentro desse desolador contexto nacional.
    Para ser bem sincero, estou pessimista e não vejo nenhuma luz no fim do túnel.
    Não me preocupo por mim, mais sim pelas gerações futuras.
    Não tenho filho, como você, mas tenho sobrinhos em idade escolar e fico a imaginar o que os espera daqui alguns anos.
    Do jeito que as coisas andam por aqui, o futuro não se apresenta nada promissor, penso que será do tipo: salvem-se quem puder e aqueles que não puderem que se danem.
    Não está dando mais para esconder esse meu desgosto, ando ensimesmado, arredio, sem paciência com tudo e com todos, ando com medo de gente, procuro me manter afastado até mesmo dos entes mais próximos.
    Dureza, viu !
    Mas, você relatando a sua experiência, pude perceber algumas diferenças entre as nossas realidades.
    Muito embora o desejo de sair fora daqui seja grande, não tenho uma situação financeira favorável que me possibilite a isso.
    Você mencionou que abriu uma empresa. Imagino que para abrir uma empresa fora do país o custo seja bastante elevado. Nem faço ideia de quanto, mais sei que não é barato.
    Sei que os E.U.A é o país das oportunidades, mas não gostaria de viver aí na clandestinidade.
    Sou daquele tipo certinho, não gosto de infringir leis, deve ser por isso que aqui no Brasil estou me sentindo um patinho fora da lagoa. Como você sabe é aquele oba-oba, o famoso país do jeitinho, ninguém respeita nada, jogo de interesses e muito deles escusos é o que mais se vê.
    Meritocracia, aposto que muita gente nunca ouviu essa palavra, muito menos conhecem o seu significado.
    Pelo que sei, aí na América as leis são respeitadas e se alguém as transgride é punido, seja ele o zelador da Casa Branca ou o próprio Presidente da República.
    Bom, infelizmente o meu desejo de cair fora do país, vai ficar no mundo dos sonhos.
    Pelo menos, a curto prazo, não vejo a possibilidade de uma transformação tão radical em minha vida.
    Isso requereria uma situação financeira mais favorável, e por que também não dizer, uma situação psicológica mais robusta.
    Você teve a ajuda, o comprometimento e a solidariedade de sua esposa, isso pesa muito. Eu sou sozinho.
    E acredito naquela expressão popular que teve origem em frase célebre do filósofo Aristóteles que abrasileirada ficou assim: “Uma andorinha só não faz verão”.
    Ninguém vê uma andorinha solitária voando no propósito de fugir do frio do seu habitat original. Se isso acontece é porque ela está perdida. Aprendemos com elas de que não há solidariedade quando se estabelece a condição de solidão.
    Bom é assim que eu penso!
    Obrigado mais uma vez, meu amigo, pela sua atenção.
    Muito sucesso para você por aí !

    Abraços,
    Tonny

    Curtir

  5. MM Says:

    Oi Tonny, tudo bom?
    Deixa eu te contar uma coisa.
    Gostei do seu comentário e concordo com tudo o que falou sobre nosso infeliz Brasil.
    Mas discordo do que disse sobre não poder mudar sua realidade. Você pode sim. E deve!!!
    Talvez vc não saiba, mas minha realidade há pouco mais de um ano atrás era imutável. Isso, claro, a primeira vista. Como costumo olhar tudo com uma lente de aumento, resolvi focalizar na minha realidade e tentar descobrir porque é que eu pensava como vc, achando que era impossível qualquer mudança tão profunda.
    Estava cheio de raízes aí no Brasil. Uma empresa herdada de meu pai, filho, casa na praia e tantas outras coisas que a gente junta durante a vida que cria uma espécie de carga que não pode ser removida. Bom, eu resolvi dar um basta, afinal, ficar aí só me fazia mal. Mais ou menos como ter chegado a conclusão que o Brasil não tinha nada a ver comigo. E de fato, não tem.
    Passei as festas de final de ano (2012/2013) na África do Sul. Não sei se vc conhece, mas se não, vá na primeira oportunidade. Vc verá um país bem parecido com o nosso, mas que decidiu mudar. E está mudando. Pasme, não há nem rancor dos negros por tudo o que passaram. O país vai dar a volta por cima, tenho certeza disso.
    Pois quando estava lá, decidi que estava na hora de sair do Brasil. Minha mulher topou, mas daquela forma de sonho distante, sabe qual… quem sabe um dia…
    Bem, quando voltamos, ela perdeu o emprego. Sabe por que? Porque ganhava bem!!! Sim, amigo, no Brasil, vc sabe, a meritocracia não é valorizada e é pecado mortal ganhar bem.
    Decidimos então que aquela coisa triste seria o gatilho para criarmos a oportunidade de mudar tudo.
    Sim, criamos do zero uma oportunidade.
    Sem grande planejamento, resolvemos vir pra cá há examente um ano. Viemos, vimos tudo e resolvemos que moraríamos aqui em Miami. E mudamos no final de outubro.
    Abrimos uma empresa, criamos um negócio do zero, negócio esse que nem eu nem ela tínhamos experiência e já estamos aqui há 7 meses.
    Precisamos apenas da coragem de nos livrar do que nos fazia mal. Sei que consegue me entender…
    O que te falo é: Crie sua oportunidade que vc conseguirá.
    Não sou muito de planejar a vida, costumo ser mais intuitivo e instintivo. Mas tenho foco, sou muito determinado e sempre fui corajoso. Isso ajuda a tomar as decisões. Toda escolha envolve uma renúncia, mas o que eu renunciei na verdade foi ao que me fazia mal: O Brasil.
    Falo a vc que os dias aqui não são todos cor de rosa, mas nem de longe vi algum dia cinza…
    Espero ter notícias suas e estou à sua disposição para conversarmos mais sobre isso, caso queira.
    Abraços,
    MM

    Curtir

  6. Tonny Says:

    Tenho um sonho: cair fora desse país de bandalheira chamado Brasil.
    Todos os dias a mídia noticia uma manchete de roubo, homicídio, crime hediondo, além de crimes de colarinho branco.
    Os desvios de verbas públicas, ladroagem, negociatas, conluio fiscal, conluio em licitações, conluio político, entre outros crimes praticados pelos administradores públicos estão tão banais que não mais surpreendem os brasileiros.
    A impunidade é o que por aqui se faz presente. Parece um país sem leis, e olha que há centenas.
    Tenho muita vergonha e não sinto orgulho pela pátria mãe que não tem demonstrado ser nenhum pouco gentil.
    Tenho um sonho, cair fora daqui.
    Mas é só um sonho sem chance de se concretizar.
    Não vejo, diante da minha realidade a possibilidade do sonho se realizar.
    Gostaria muito de ir para a terra do Tio Sam, como foi o seu caso.
    Acho que não teria dias tão nebulosos e cinzentos como os daqui.
    Acho que todos os dias seriam cor-de-rosa.
    Antônio Henrique (Tonny)

    Curtir

  7. MM Says:

    Talvez vc esteja apenas com os olhos fechados.
    Eu poderia escrever aqui mais de uma dezena de vezes em que minha realidade se transformou em sonho. Como eu disse, não depende só da gente, mas depende de nós detectar a oportunidade e fazer acontecer.

    Curtir

  8. Carmem Says:

    É uma coisa um pouco esquisita essa coisa da realidade se transformar em sonho. O comum é se ter um sonho e ele se tornar realidade, o contrário eu nunca vi. rsrs
    Mas como você brinca muito com as palavras e o blog é seu, pode escrever e postar o que bem entender.
    Os meus neurônios é que estão queimando pra captarem um pouco da mensagem. rs
    Talvez eu seja 50% burra, talvez 100%.

    Curtir

  9. Anônimo Says:

    Fiquei bem feliz em ler o seu post !
    Hoje pela manhã acordei com uma grande sensação de desalento, de desânimo.
    Na realidade, a minha vida real anda meio sem luz, meio sem brilho, meio sem cor, ao ponto de que não me permito nem ao menos sonhar.
    Acho que é em decorrência da mesmice, do lugar comum.
    Mas, principalmente por andar nos últimos tempos de olhos bem fechados.
    Queria muito vivenciar a experiência de tornar essa minha realidade, que mais parece um pesadelo, em um sonho.
    Sonho bom, é claro !
    A primeira dica você já deu: manter os olhos bem abertos.
    No meu caso, irei me esforçar ao máximo para realizar esse feito, e espero também pela sequência de outras dicas, já que a primeira já foi dada.

    Curtir


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: