Cada um na sua

Quem me acompanha nesses anos todos sabe – ou devia saber – que não tenho “papas na língua”. Apesar disso, costumo respeitar os outros, entendo que é o mínimo que se espera de um ser humano. Mas sou uma pessoa reativa e cansei de ficar quieto sobre o tema deste post.

O brasileiro costuma estragar diversas coisas, muda, inclusive, o significado de palavras de acordo com sua cabeça, que nem sempre tem cérebro dentro. Vejam, por exemplo, as modinhas atuais: Cidadania, sustentável, colaborador, etc, etc, etc. Essas e tantas outras palavras são usadas de forma completa e absolutamente errada. Para quem não dá bola, ok. A mim, essa atitude, esse descaso com significados causa espanto, mas não é sobre isso que vou escrever hoje.

Quero falar sobre o que estão fazendo com a prática do Coaching. Não vou aqui ensinar o que isso significa, afinal, o Google está aí para isso. Quem quiser que descubra. O que vou falar é sobre os Psicólogos estarem entrando nessa área que – nem na prática, muito menos na teoria – é a praia deles.

Sei que eles estão desesperados sem clientes, afinal, cá entre nós, poucos são os profissionais que conseguem ajudar os outros. Bem poucos. Diria até que a esmagadora minoria. Assim sendo, eles tentam se reinventar partindo para algo que não tem nada a ver com o que estudaram para ser.

A psicologia é subjetiva. O coaching objetivo. Só por essa simples definição já dá para perceber que as abordagens são completamente distintas.

Então pergunto aos psicólogos: O que esperam com isso? Ajudar? E como isso pode ser feito se as duas coisas diferem tanto entre si?

Não terão explicações plausíveis. Podem até tentar, mas não conseguirão. No fundo é só a questão da grana e do modismo. Mas, enquanto eu puder falar, vou sim alardear que eles estão efetivamente enganando os clientes. E falo isso com todas as letras: Enganando!

Não só não tenho medo de afirmar como também estou à disposição para debater isso por horas, dias, meses… Covardia passa longe desta mente inquieta, portanto… estou aqui esperando…

Não pensem que sou contra terapias, longe disso, eu até recomendo meus clientes para que façam, mesmo sabendo que a maioria dos terapeutas ajuda mesmo quando não atrapalha. Enfim, posso falar de boca cheia, afinal, apesar de não ter concluído o curso de psicologia, fiz o suficiente para descobrir que não era a minha praia. Como disse lá no começo, uso o conceito de respeito e não me meto onde não sou chamado. Coaching tem mais a ver comigo. Já os formados em psicologia que, lembro bem das aulas de ética onde a palavra respeito era usada o tempo todo, não andam respeitando as diferenças.

A dica que dou é que leiam sobre essas diferenças entre coaching e psicologia antes de entregarem suas vidas nas mãos desses profissionais. Descubram o que realmente buscam e peçam a ajuda certa ao profissional certo.

Assim como eu indico terapias, eles deveriam indicar coaching e não se meter indevidamente.

Afinal, não se leva um carro quebrado a um açougue, certo?

MM

Anúncios
Publicado em Ego. 2 Comments »

2 Respostas to “Cada um na sua”

  1. MM Says:

    Isso mesmo, Bruno.
    Ponto de vista perfeito!!
    Abraços,
    MM

    Curtir

  2. Bruno César Says:

    A formação humanística precária faz com que comunidades de qualquer natureza tornem-se incapazes de resolver os próprios problemas.Precisam de ajuda externa e aí são facilmente enganados, como quando vamos ao mecânico e ele nos diz que o conserto do carro ficará em mil e duzentos Reais e na verdade é só uma cabo que está solto.
    E tem o modismo também.
    Organizações que optam por contratar esse tipo de “orientação”, devem sentir-se como as mulheres que usam maquiagem e salto alto pra ir a padaria, se não o fizerem sentem-se pouco sofisticadas e valorizadas.

    Curtir


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: