Maturidade é um Porre

É quase que “senso comum” entre as mulheres afirmar que os homens não crescem. Entendo o raciocínio, entretanto, não sei se é uma verdade absoluta. Acho que em parte sim. Aliás, acho que todo mundo tem dificuldade para crescer. Dá muito trabalho.

O que me causa estranheza é que essas mesmas mulheres não percebem que – agora sim falo todas – nunca saem da adolescência. Isso, você leu corretamente: Estou afirmando categoricamente e com todas as letras que, independente da idade, a mulher nunca deixa de ser adolescente.

De um modo geral as pessoas relutam em amadurecer. É uma dificuldade do ser humano e talvez seja difícil mesmo por um motivo apenas: O que é amadurecer? Ter a capacidade para resolver problemas ou conflitos de maneira equilibrada? Isso é bom senso, inteligência, sabedoria. 

Já fiz terapia, já estudei dois anos de psicologia, já fiz curso de Coaching, trabalho com pessoas, minha empresa presta consultoria na área de Recursos Humanos, em suma, eu lido com gente desde sempre. Nunca consegui entender o que vem a ser maturidade. Claro, seres rigorosos em seus julgamentos, não falo superficialmente e muito menos estou misturando estações do tipo Responsabilidade com Maturidade. Estou questionando apenas e tão somente o que vem a ser maturidade. (Desculpem explicar, mas é que tenho leitores muito “cricas”)

O engraçado é que nessas minhas andanças pela vida e pelo mundo dos estudos dos seres humanos e seus comportamentos, jamais consegui obter uma resposta satisfatória. Tudo bem, levemos em conta que sou um “mala sem alça” e que é bem complicado alguém me convencer de alguma coisa, mas… a verdade é que ninguém sabe explicar.

Depois de muito ler a respeito, observar atitudes e comportamentos, cheguei à conclusão que os seres que se consideram maduros são verdadeiros chatos de galochas. São aqueles que envelhecem antes da hora, que tem medo do que os outros pensam a seu respeito, em suma, são os que têm medo de aproveitar a própria vida e essência. É isso, maturidade é um porre.

Crescer é isso? É abrir mão das coisas gostosas que a melhor idade – melhor idade para mim é a adolescência e não a terceira idade como tentam nos enfiar goela abaixo – nos propicia? Amadurecer é o que, afinal, levar as coisas a sério? Isso é responsabilidade e não maturidade. Quem se leva muito a sério é – ou será – um eterno problemático.

Por que as mulheres afirmam que os homens não crescem? Por que eles não as levam a sério? Não se entregam aos relacionamentos? Por que dão importância a futebol, carros, relógios? Por que gostam de videogame ou falar bobagens com os amigos nos finais de semana? Por que curtem comprar TVs de 200 polegadas em vez de máquinas de lavar? Parece pouco, não? Acho justificativas bem chulas.

Como disse o sábio amigo e também escritor Kris Arruda: Homem gosta de brinquedos. Sim, caros leitores, ganhar uma camisa de presente é morno. Ganhar um videogame, um Ipod, Ipad ou outros “Is” da vida é muito, mas muito mais gostoso. Se pudesse comparar, diria que a sensação de ganhar uma camisa é a mesma que a mulher sente ao ganhar uma batedeira.

Voltando à minha afirmação do inicio desse texto, o que há de errado no fato das mulheres serem eternas adolescentes? Talvez o comportamento mimado ou revoltadinho, mas será que isso não faz parte do charme feminino? Me diz aí, você homem que “me” lê nesse momento, o que você prefere, uma mulher que se comporta deliciosamente como uma eterna adolescente ou uma velha chata que esquenta a barriga no fogão e a esfria no tanque?

Ao contrário do que quase chegou a afirmar Freud, digo que NENHUM homem gostaria de se casar com a mãe. As mães são vistas por nós homens como seres maduros. E repito, ninguém nesse mundo gosta de pessoas maduras. Ninguém. As pessoas apenas têm medo de dizer, sei lá, parece errado ser contra a maturidade. Gente besta, né?

Tirando um ou outro comportamento adolescente exagerado que as mulheres têm, tipo… excesso de mimos, choradeira descabida e absurdo gosto pela competitividade, acho que nós, ainda assim, preferimos essas a uma mulher chata que se leva muito a sério.

Até porque, segundo o conceituado observador da humanidade Marcelo Mello – sim, eu mesmo – as mulheres se comportam de maneira adolescente mais entre elas mesmas. Fofocam e falam mal umas das outras, mesmo em se tratando de “melhores amigas”, competem entre si, mas se vestem todas iguais ligando umas para as outras perguntando se vão sair de saia ou calça, vão juntas ao banheiro… ou seja, elas jamais saem da quinta série.

E isso pouco nos afeta, afinal, estamos muito mais preocupados e entretidos com nossos jogos de videogame em TVs de 200 polegadas…

MM

Anúncios
Publicado em Ego. Tags: . 6 Comments »

6 Respostas to “Maturidade é um Porre”

  1. Anônimo Says:

    Que peso você acabou de tirar das minhas costas !
    Estava me cobrando exatamente isso, maturidade.
    Maturidade, que reconheço que jamais terei.
    Principalmente, no que tange à afetividade.
    Sou mulherzinha, sim.
    Mimada e revoltadinha a toda prova, eternamente adolescente !
    Não sou extremamente competitiva, bom, pelo menos é o que eu acho !
    Mas, em matéria de revoltadinha sou a Mor.
    Expresso essa revolta de maneira exacerbada, muitas vezes a meu ver de uma maneira descabida.
    Mas, com a licença poética da palavra, isso é se posso fazer jus a tal licença, sou uma eterna “adolescente” quando o que está em jogo são assuntos do coração.
    Considero-me uma pessoa responsável e muito conscienciosa em “n” áreas da minha vida, mas em
    matéria de amor… bom, em assuntos que envolvem o amor eu nunca saí da adolescência.
    Seria isso normal ?
    Mas, qual seria mesmo a definição de normal ou de aquilo que está dentro da normalidade?
    Você como homem, entende realmente o comportamento mimado e revoltadinho das mulheres?
    E o que elas a qualquer CUSTO fazem em prol de seus mimos e revoltas?
    Bom, pelo seu texto intitulado “maturidade é um porre” e sendo você um observador atento do comportamento humano, acredito que a resposta é sim.
    Talvez entenda e reconheça tal comportamento no universo, principalmente no feminino, mas a definição do que vem a ser a tal maturidade ainda não está bem clara pra você, não é mesmo ?
    Afinal, afirma que já fez terapia, já estudou psicologia, já fez curso de Coaching, trabalha com pessoas e que sua empresa presta consultoria na área de Recursos Humanos, em suma, que lida com gente desde sempre e que nunca conseguiu entender o que vem a ser maturidade.
    E eu então, que sou uma reles mortal !
    O que dizer a respeito ?
    – Que nunca devo me considerar uma chata de galochas.
    – Que em muitas vezes sou uma pessoa quente (muito quente) e noutras fria (muito fria), mas nunca morna.
    – E que afinal de contas, não há nada de errado em se ter comportamentos adolescentes, não é mesmo?

    .~

    Curtir

  2. Maria Betania Amaral Says:

    Acabei de lê seus textos, um escritor que consegue fazer de suas palavras um espelho, é formidável, dependendo de como o espírito está, o espelho é quebrado ou polido. Simplesmente gostei.

    Curtir

  3. Yolanda Says:

    Outra obra-prima. Divertido e muito bem escrito como sempre.
    Passou seu recado e concordo plenamente. Melhor viver assim, não? Mesclando responsabilidades com diversão?

    Curtir

  4. Gisele Says:

    Adorei.
    Um dos melhores textos seus que já li.
    Parabéns.

    Curtir

  5. Miriam Cardozo Says:

    Seres humanos estão cada vez mais infantis. Me admira um autor da sua magnitude fazer apologia a este tipo de coisa. Maturidade é crescer e crescer é respeitar.
    Absurdo.

    Curtir

  6. Patricia Says:

    Essa sua veia humorística é de enlouquecer. Já li seus livros e lembro muito bem de ter gargalhado em certos textos. Este aqui foi sério, porém escrito pelo mesmo eterno Marcelo Mello engraçado. Irretocável.

    Curtir


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: