Fim de ano

Ano que vem farei o que alguns leitores sugeriram, vou escrever sobre cada item daquela lista que fiz há 5 posts atrás onde relacionei algumas coisas importantes sobre o que aprendi ao longo desses 50 anos de vida.

Mas agora, nesse último texto do ano, devo falar sobre o que? Não sei se resta outro assunto senão comentar sobre 2010 e também prospectar 2011.

Analisando friamente, ou melhor, sem aquela intensidade comum aos meus comentários, diria que 2010 foi um ano morno. Mais um ano morno, diga-se de passagem. Impressão que isso está se tornando uma rotina, o que muito me incomoda.

Nada de grandes projetos, grandes sonhos, enfim, nada que possa ser comemorado. A correnteza seguiu seu fluxo natural e eu, como se fosse o condutor de um barco, apenas remei direcionando-o para que não acabasse batendo nas pedras. Aquela sensação de… “fiz o que devia ser feito”. Péssimo isso, nada é mais broxante do que uma pessoa intensa que busca isso o tempo todo constatar que teve um ano comum.

Não foi um ano ruim, muito pelo contrário, foi bom até demais diante das circunstâncias. Mas, foi bom apenas em um sentido, o profissional. Trabalhei muito, conquistei novos clientes para minha empresa, contornei dificuldades, ou seja, um ano igual a tantos outros quando o foco é apenas o lado profissional. Em meu trabalho como Coach também de nada posso reclamar, aparentemente os clientes estão satisfeitos e é esse o objetivo, que eles fiquem melhor do que já são.

Mas e meu lado pessoal? Pois é, novamente deixei o barco correr. Está tudo em relativa paz, mas quando falo em “lado pessoal”, costumo levar em conta apenas e tão somente as coisas que faço para mim, por mim e só. É aquilo que chamo de “cuidar do meu ambiente”, desligar a mente me dedicando apenas – no meu caso – a escrever. Bem, confesso que isso eu não fiz. Até tentei, mas me envolvi com tantas outras coisas que deixei de lado o que mais gosto.

Agora, nesse momento de fazer o balanço, ou seja, de prestar contas a mim mesmo é que sinto falta. É como deixar de fazer o que realmente importa. O resto é só nada mais que obrigação.

Dizem que em casa de ferreiro o espeto é de pau. Infelizmente sou obrigado a assumir que neste ano, o ferreiro aqui fez com a própria vida exatamente o oposto que “aconselha” seus clientes. Há um motivo ou será que posso inventar apenas desculpinhas esfarrapadas?

Houve um motivo sim. E também várias desculpinhas.

Um ano passa rápido e não podemos deixar de lado aquilo que mais gostamos de fazer em nome sabe-se lá de que. A ideia de ter algo só seu é libertadora e ninguém mais do que eu prega a liberdade como filosofia de vida.

O que disse a cada um dos meus clientes neste final de ano como mensagem de Feliz Ano Novo foi algo bem simples: Liberte-se no ano que vem.

Liberte-se de das crenças, das amarras que empacam sua mobilidade; livre-se das pessoas que te atrapalham, junte-se aos que realmente te fazem bem. Tenha opinião sobre tudo, coloque para fora seus desejos, lute pelos seus sonhos mais profundos, em suma, execute o que quiser sem inventar as tais desculpinhas.

Pegue o que deu certo e repita. Lembre-se do que deu errado e elimine. Reconheça a sua parcela de responsabilidade sem se culpar e mais, reconheça a sua capacidade de realização e sonhe com o que estiver apto a alcançar.

As pessoas fazem tantos planos, cuidam com tanto afinco do planejamento das ideais e dos sonhos e se esquecem do básico: Planejar a execução.

Desejo a todos um ótimo Natal e um 2011 iluminado, repleto de histórias boas para contar.

MM

Anúncios
Publicado em Ego. 5 Comments »

5 Respostas to “Fim de ano”

  1. Fernanda Says:

    Ótimo 2011, MM !!!!!!!

    Liberte-se, livre-se…. EXTRAVASE !!!!!!!

    bjs

    Curtir

  2. Sil Says:

    Bom…chocolatinho preferido!!!

    Pra variar me delicio com as coisas que escreve.
    Falar sobre o texto…vc sabe que fico sem palavras, pela admiração que tenho.
    Lhe desejo um 2011, de olhos no espelho…perguntando quem sou eu???…tirando td das gavetas e tentando executar…e se vc me permitir…pegarei no seu pé para que escreva mais…pq só assim…vc é inteiramente o MARCELO.
    Feliz 2011, meu querido!

    Bjos!

    Curtir

  3. Angela Says:

    Oi MM Predileto!!

    Adorei, só para variar…
    Passando para desejar-lhe um FELIZ NATAL, na cia de DEUS e um ano novo LIBERTADOR!!
    Será que ano que vem ..teremos um livro novo???
    Bjs carinhosos

    Curtir

  4. Gabriela Says:

    Lindo texto, fala da sua vida e bem podia estar falando da nossa. Sensibilidade e identificação tudo em um só lugar.
    Deus o ilumine sempre.
    Feliz 2011!!!

    Curtir

  5. Yolanda Says:

    Marcelo,
    Desejo a você toda a felicidade do mundo, um Natal cheio de paz e um ano novo com muitas alegrias. Que você continue a ser essa inspiração para nossas vidas.
    Amei seu texto!!!
    Abraços,
    Yolanda

    Curtir


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: