No lugar certo

Você aí do outro lado, já se sentiu no lugar errado, na hora errada? Ou na hora certa no lugar certo? Claro que há também o lugar certo na hora errada… Pois é, para variar um pouquinho estou escrevendo o que me vem à mente sem censuras. Ou melhor, sem filtro. Natural que as bobagens apareçam…

Acho que nossos Egos vivem fora do lugar. Tudo bem, não posso e nem quero generalizar, mas tenho percebido isso ao longo do tempo. As pessoas se sentem cada vez mais onde não queriam estar e pior, fora do tempo. Como se vivessem uma realidade e sonhassem com outra.

Bom, isso é assunto para outro texto que estou escrevendo, aliás, estou bem perdido em relação a isso porque essa coisa de Sonhos/Realidade dá pano para manga…

Retomando o que dizia, já me senti assim algumas vezes, tipo, fora do “lugar” no tempo e no espaço. Difícil lidar com isso. Bom, sejamos justos, difícil lidar com quase todas as questões da vida, não é?

Sinceramente não me lembro da última vez em que ouvi alguém me dizer que estava no lugar certo, no lugar em que deveria estar naquele exato momento. Claro que tenho muitas leitoras românticas e que vivem me contando seus casos… estas sempre fazem a relação tempo e espaço de modo que suas histórias pareçam contos de fada com final feliz e cor de rosa.

Mas esse é um exercício interessante, já até passei para alguns clientes: Olhe à sua volta e me diga, sente-se no lugar em que deveria estar?

Não é nada fácil responder. Claro que os superficiais vão achar simples, mas os seres pensantes vão questionar como se deve. E não é um exercício apenas para que se constate alguma coisa parecida com insatisfação profunda. Não é por aí.

A ideia é que se faça uma reflexão mesmo, sem culpas, sem arrependimentos, afinal, todo mundo está onde, de alguma forma, escolheu, mereceu ou no mínimo permitiu estar. Caso você tenha chegado até aqui por força da correnteza, acho que já passou da hora de entender que é você quem dirige seu barco.

Tenho vivido tempos de paz turbulenta, não, não é um jogo de palavras porque até bem pouco tempo eu vivia numa situação de turbulência turbulenta. Falo paz turbulenta porque não sou do tipo que consegue ficar apenas em tão somente em paz. Não me tenham como exemplo, meu Ego-Sistema é assim, fica desconfiado quando a plenitude da paz se estabelece…

As coisas entram nos eixos, mais cedo ou mais tarde tudo encontra seu devido lugar. Até as coisas ruins acabam por ser eliminadas ou até mesmo esquecidas em algum compartimento da mente. Felizmente as coisas boas também surgem e nesse momento é que sentimos aquela sensação de alívio onde nosso pensamento chega a se manifestar em voz alta: Está tudo em seu devido lugar.

Atingir esse ponto leva tempo, não são poucas as vezes em que nos sentimos perdidos e completamente fora do eixo do aceitável. Por outro lado, é fato que quando chegamos no ponto onde gostaríamos de estar dificilmente reconhecemos isso. É aquela velha e conhecida tendência que temos em manter nossa visão nublada. Uns chamam de boicote, outros de auto-flagelo, o nome nem importa, o que vale ressaltar é a sensação esquisita de que a mente está jogando contra nós mesmos.

É preciso fica em estado de atenção constante. Um tipo de monitoramento que mantém nossas mentes ocupadas com a preocupação necessária para que possamos estar sempre no espaço e no tempo em que queremos estar. O tal… lugar certo.

Hoje, por exemplo, sinto que estou em alguns lugares certos, outros nem tanto, mas definitivamente no tempo em que deveria estar. E você?

MM

Anúncios
Publicado em Ego. 7 Comments »

7 Respostas to “No lugar certo”

  1. Mônica Says:

    Você lê mentes?

    Curtir

  2. Teresa Cristina Says:

    Lugar certo na hora certa…
    Lugar errado na hora errada…
    Lugar certo na hora errada..
    Lugar errado na hora certa..

    Meu Deus, Marcelo, tantas possibilidades nao?
    De fazer coisas certas e erradas.
    Tenho tentado equacionar tudo.
    Dificil.

    Obrigada pelo texto.

    Grande abraco

    Curtir

  3. Anônimo Says:

    Misturando os textos do seu site e do seu blog eu penso que o problema não é me lembrar dos 5 anos passados e sim não esquecer parte deles.
    Já estive no lugar certo. Hoje não estou mais.
    Excelentes os dois textos.

    Curtir

  4. Fernanda Says:

    “É preciso fica em estado de atenção constante. Um tipo de monitoramento que mantém nossas mentes ocupadas com a preocupação necessária para que possamos estar sempre no espaço e no tempo em que queremos estar.”

    SENSACIONAL!! Adorei!!!!!!

    Beijos

    Curtir

  5. Denise Says:

    Divagando sobre o tema…………………….. Onde sera o lugar certo afinal?

    Curtir

  6. Adriana Says:

    Sempre desejamos o que não temos. No caso de lugares, nos sentimos eternamente onde não deveriamos estar.
    Meu Egosistema tbm é problemático. risos
    Drika

    Curtir

  7. Yolanda Says:

    Sabe Marcelo, esta sua reflexão de hoje é um dos maiores problemas que verifico em meu consultório. Realmente as pessoas não se sentem no lugar onde deveriam estar.
    É uma triste constatação.
    Adorei
    Abraços

    Curtir


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: