Vazio

Fazia tempo que não escrevia por aqui. Aliás, fazia tempo que não escrevia em lugar algum. Acho que é esse o motivo desse título: Vazio. Se bem que há outros motivos. Vamos lá tentar explicar tudo isso direitinho.

 Ontem conversava com uma amiga que está sentindo essa sensação de vazio por um motivo que não vem ao caso comentar, mas é algo que a está abalando muito. E olha que ela sente isso por antecipação, pois o evento em si, a perda, ainda não se deu.

 É bem por aí. Antecipamos o sofrimento. Coisas do nosso Ego-Sistema, somos mestres em sofrer por coisas que podem nem acontecer.

 Toda perda é uma espécie de luto. Uma amizade, o afastamento de um filho, a própria morte nem preciso comentar, um relacionamento, enfim, tudo isso é o que os psicólogos chamam de luto. Segundo eles, há que se “elaborar o luto”, uma espécie de processo que vai arrumar a casa depois de uma perda, um processo que vai ajudar a preencher espaços vazios. Não é nada fácil. Todos nós já passamos por algo assim na vida e basta dar uma olhadinha para trás para ver o quanto doeu.

 Isso em relação a pessoas. Mas e no caso de “coisas”? Será que as sensações não são meio que parecidas? Pois é, ando pensando nisso. Tenho medo da perda, acho que todo mundo tem, mas eu tenho muito medo de perder coisas, além de pessoas, claro.

 Hoje meu medo, sem contar as coisas de um passado recente que andei perdendo, é de perder a inspiração para escrever. É a coisa que mais amo fazer e felizmente por um lado e com certeza infelizmente por outro, tenho escrito bem menos do que gostaria. O trabalho está tomando a maior parte do meu tempo e isso é ótimo por diversas razões: A mente fica ocupada e não pensa besteiras, não lembra de coisas que afetam ou afetaram nossa história etc., etc.

 O lado ruim é que fico sem tempo para escrever e, por que não assumir, sentir saudades de outros momentos da vida. Saudades estas que também fazem certo mal, pois remetem a tal sensação de vazio ocasionada pelas perdas…

 Não sei muito bem como explicar tecnicamente certas coisas, mas é fato que todos nós temos algum luto, alguma perda em nossas vidas que insistimos em manter vivas dentro de nossa memória. Já escrevi tantas vezes que o passado deve ficar no passado, coisas ruins devem ser deixadas para trás, mas há uma tendência nossa a não se livrar de alguns desses momentos.

 Por que será? Me pergunto isso tantas vezes quando estou na frente do espelho e não consigo arrumar nenhuma resposta que me convença a não ser uma: Porque independente da dor da perda, o prazer da recompensa pelos momentos marcantes é sempre maior.

 É isso que penso. Inevitável sentir a dor de alguma perda, aquela dor vazia, aquele buraco no estomago, ou melhor, na alma. Por outro lado, passado o instante da dor pelo momento da perda, sempre surge a sensação deliciosa do prazer, da recompensa por ter vivido tanta coisa boa.

 Ontem eu estava desse jeito. Ocupado até não poder mais, porém, com uma sensação de que estava faltando algo. Escrever é uma necessidade para mim, quase que vital. E como ando muito relapso, isso provocou um buraco sem fim.

 Depois de passar boa parte da madrugada escrevendo para meu site, escrevendo este texto e também em meu Blog/Diário fechado ao público, a sensação continuou… vai saber por que…

 Ou melhor, saber eu sei: Deve estar faltando uma melhor elaboração de certos lutos… colocar o vazio num lugar mais cheio…

 MM

Anúncios
Publicado em Ego. 8 Comments »

8 Respostas to “Vazio”

  1. de viagem Says:

    I hope your words.

    Curtir

  2. Teresa Cristina Says:

    Marcelo,
    Vazio, sensação de perda, luto.
    Complicado.
    Aprendi, no forceps, que podemos sim trabalhar com estes sentimentos.
    Receber com lucidez.
    Abraçar.
    Aceitar.
    E então, crescer.

    Grande abraço

    Curtir

  3. Fernanda Says:

    Sempre que tenho essa sensação, meu remédio é escrever… Seja no meu próprio blog ou em folhas de papel que acabo picando depois…. Não importa, o que vale é o desabafo e o prazer que vem depois, por ter “dividido” aquilo que estava dentro de mim.

    Adorei, MM !!!!!

    Bjs

    PS: Ah, não deixa de escrever, não !!!!!

    Curtir

  4. Gabriela Says:

    Lindo texto, discussão profunda, sensível e você conduz o tema com sabedoria.
    Todos nós temos que elaborar nossos lutos e isto faz parte da vida. Continuar sempre.
    Emocionada, Marcelo.
    Beijos

    Curtir

  5. Vanessa Says:

    Olá Marcelo,
    Que feliz eu fiquei ao ver que você retomou esse blog que tanto nos faz bem.
    Este texto de hoje é uma obra prima.
    Parabéns por tudo o que escreve. Genial.
    Abraços

    Curtir

  6. ego Says:

    isso é certo!!
    muito bem colocado.

    Curtir

  7. Sil Says:

    Querido!!

    O preencher o vazio…
    É certamente, lembrar das coisas boas que vivemos…
    E transformar o luto, em alegria…
    Morremos tantas vezes na vida…
    E sobrevivemos…
    Que a dor ao nos consumir….
    Nos ensine, como é bom viver…
    Que o luto romântico…
    Da amizade…Da família…
    Das coisas que queremos conquistar…
    E frustradamente nos escapam entre os dedos…
    Não dilacere nossa alma…
    Ao ponto…de nos perdermos em nossas idéias e convicção…
    E que o coração esteja sempre pronto…
    Para viver mais um dia…com luz ou luto..
    Olhe nos olhos….

    Amei o texto…amo tudo que escreve…e sei que lá no fundo…com realizações ou frustrações…sempre terá guardado algo, maravilhoso…pois tem uma alma branca…doce…essa é sua cor.

    Bjos!

    Curtir

  8. LIA Says:

    Gosto de ler o que escreve,me identifico muito com sua forma de pensar e percebo que nossos temperamentos são bem semelhantes. Gostaria de deixar aqui uma mensagem pra voce que vem do fundo e sincero coração!

    “Desejo que do céu caia uma ESTRELA!
    Não uma simples estrela, nem mesmo cadente, mas uma estrela “Guia”. Que ela paire sobre sua cabeça e ilumine sua jornada pela estrada vida. Qua ela ao longo dos anos, simbolizando amor e felicidade, não fiquei sozinha, mas se transforme em constelação. Disso tudo uma coisa é certa! Dentre centenas ou até milhares delas existirá uma que se exaltará pela sua formosura de ser.Pra mim esta estrela é VOCE!
    Lembre-se : Um amigo é a resposta aos nossos desejos. Mas não devemos procura-los para matar o tempo! Devemos procura-los sempre nas horas vivas.Porque ele deve preencher a nossa necessidade, mas não o nosso vazio! E tudo na vida tem um certo valor, até o vazio interior que brota no silencio da tristeza de um amor iludido e não correspondido.Procuro não me sentir vazia. Procuro preencher meus espaços com solidariedade, sair do buraco, pois há muita gente precisando de mim.
    Penso que a importancia de uma pessoa não esta no espaço que elas ocupam em nossos corações, mas sim no vazio que elas deixam quando se ausentam.
    Um beijao

    Curtir


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: