Mentes Obscuras

escuridao

Quem nesse mundo consegue entender a mente humana? Vou além, quem nesse mundo consegue entender a própria mente? Ninguém.

Não deve haver uma só pessoa que não tenha, em parte de sua mente, diria até que nas profundezas, um lado escuro. Aqueles sentimentos que produzimos e armazenamos com o passar do tempo, com as experiências vividas e observadas. Aqueles pensamentos devastadores que temos nos momentos de infelicidade, ou melhor, de tristeza profunda.

Brinco muito com o nosso “lado negro da força”, fazendo alusão ao cinema, mas a verdade é que temos esse lado e ele não é apenas usado como… “fazer mal aos outros”, esse lado muitas vezes faz mal a nós mesmos.

Enfim, a idéia aqui é tentar descobrir porque é que temos pensamentos obscuros, aqueles que não dividimos nem com padres em confessionário nem com terapeutas. Provável que guardemos isso apenas para nós mesmos porque temos medo do julgamento dos outros ou talvez até por vergonha de pensar.

Ao contrário do que o senso comum absorve como uma verdade absoluta, um suicida, por exemplo, não é aquele que se mata sem anunciar. O senso comum “diz” que quem quer tirar a própria vida não anuncia, simplesmente faz. Isso é mentira e já foi provado cientificamente.

O suicida anuncia, o problema é que por causa do senso comum, ninguém dá bola. Quando acontece o crime, sim, tirar a própria vida é crime, as pessoas simplificam e falam: Ele(a) era louco(a). Já vi isso bem de perto. As pessoas não querem entender nem pensar nisso, preferem simplificar. É assim mesmo, ninguém mais quer pensar profundamente nas coisas da vida ou da morte, preferem rotular e ponto final.

Falando especificamente sobre esse assunto, o que se pode fazer com a mente de alguém que insiste em tirar a própria vida?  Ok, confesso que tenho certa curiosidade e vontade de estudar o tema, por isso adoro o filme A Ponte. Nesse filme que é um documentário sobre pessoas que pularam da famosa Golden Gate, há um pai que fala sobre o filho suicida (que por sinal é o único que pula e não morre) ter uma espécie de câncer mental que o perturba de tal maneira que parece ser incurável, como todo “bom” câncer deve ser. É lindo o depoimento desse pai. Lindo e profundo. Ele observa com perfeita e incomum clareza sua impotência diante de um filho que tem um “câncer” mental e optou por se jogar das alturas, como se aceitasse a opção do próprio filho em “curar” dessa maneira a suposta doença. Vale a pena ver, como estudo da mente humana. Eu já vi diversas vezes.

Esses pensamentos obscuros que aparecem em nossas mentes sem convite são mesmo bem esquisitos. Mas é assim que a vida é. Eu já falei tantas vezes sobre os compartimentos que tenho dentro da cabeça, mas hoje vou explicar novamente. Transformei a mente em uma escrivaninha do século retrasado. Daquelas que têm dezenas de gavetinhas devidamente categorizadas. Lá deixo separados os pensamentos ruins, bons, as idéias, os projetos, enfim, cada coisa em seu devido lugar, até lixo tem, como observaram os que leram meu texto Revirando o Lixo, texto este que está aqui nesse mesmo Blog.

A idéia de ter transformado a minha mente nessa escrivaninha chique e antiga teve um motivo especial: Toda escrivaninha como essa tem uma porta corrediça que fecha tudo. Isso é importante pra mim, vez ou outra fecho todos os compartimentos. Fazendo isso creio cegamente que estou trancando tudo e passo assim a não pensar em nada. E o que seria “pensar em nada”? E o que seria o nada? Filosofia de botequim à parte, é claro que não pensar é impossível, mas eu amo me enganar ou pelo menos tentar.

Agora estou às voltas com uma questão que está me atormentando noite e dia. Me sinto impotente diante de uma situação limite. Não há nada que possa fazer, apenas sentir. E esse problema nem é comigo e sim com uma pessoa que amo muito. Na verdade, trata-se de um problema que pode ser enquadrado no tema deste texto, algo perturbador de uma mente obscura.

Pensando nisso tudo chego à conclusão que a mente humana é terrível mesmo. Não sei o que aciona esse mecanismo autodestrutivo, talvez um conjunto de coisas e não um fato isolado. A dificuldade é acompanhar isso de perto quando se está longe.

Para quem está com pensamentos obscuros e busca essa saída, nada mais faz sentido, nada tem significado e nem querem ajuda alguma. Algumas pessoas, aquelas que estão vendo a situação “do lado de fora” sentem pena, dó. Não tenho pena de quem busca isso, acho que é um desperdício apenas. Mas a verdade é que a opinião dos outros não faz a menor diferença. Nem a de quem os condena, nem a de quem quer ajudar de alguma forma. Nada importa.

Tudo o que uma mente dessas quer é abreviar o tempo, é interromper o processo natural da vida. Nesse caso específico a que me refiro, o que a mente obscura em questão mais queria é sequer ter existido.

MM

PS: Tô aqui, torcendo pela sua recuperação. Amo você, Carolina.

Anúncios
Publicado em Ego. Tags: . 10 Comments »

10 Respostas to “Mentes Obscuras”

  1. Flics Says:

    Mente obscura cujo maior desejo era sequer ter existido. Vc me descreveu. Me emocionei muito, e chóro por esse sentimento existir e eu nunca ter conseguido sentir diferente. Exatamente, há quem tenha experiência, mas não entendem!! Será que tem como QUERER existir quando NÃO se quer????

    Curtir

  2. Dalbergia Says:

    Me emocionou profundamente. E choro de novo ao te escrever. Como você pode entender tanto isso? Pode estar aí pensando que é porque tem experiência. Mas tem gente que tem experiência e mesmo assim não entende. Já passei por diversos psicólogos e psiquiatras que não entendem. Mas entender não é suficiente, eu sei. E saber disso dói. Esse sentimento de impotência. Que tristeza. Desejo melhoras.

    Curtir

  3. Gizela Says:

    Uma das causas de suicídio é o indivíduo se achar impotente e fraco para enfrentar suas dificuldades. Ele se julga inferior, incapaz, vítima da sociedade, desprezando a força que tem. Aí os problemas passam uma dimensão muito maior, e ele se vê impossibilitado para resolvê-los.”

    Seguindo esta linha de raciocínio, não existe pessoa “fraca” a ponto de não suportar um problema, que ela julga, de certa forma, demasiado para si. O que de fato ocorre é que esta criatura não teve força de mobilizar a sua vontade própria para enfrentar aquele desafio. Preferiu fugir, acreditando poder se libertar daquela situação. Só que não irá conseguir, pois a morte é apenas uma mudança de estado. A pessoa continua sendo a mesma, com os mesmos sentimentos e os mesmos problemas.

    Sabemos que a Terra não é lugar só de alegrias, pois encontramos aflições e lágrimas por todos os cantos e, por causa disso, muitas vezes, um sentimento de pesar toma conta de nossos pensamentos, e nos deixamos envolver na atmosfera de iniqüidade que nos rodeia, pela violência sem sentido, pela falta de respeito com a vida.

    Todavia, quando esse sentimento se fizer sentir em nossos corações, lembremos-nos de Jesus.

    Estaremos, certamente, espantando de nossas mentes essas imagens desequilibrantes que desarmonizam nossa alma e nos fazem valorizar o que precisa e deve ser combatido com fé e com amor, através de pensamentos construtivos no bem.

    Beijos com carinho e que Deus o ampare a vc e sua amiga!!

    Curtir

  4. MM Says:

    Oi Dani,
    Valeu pelas palavras, apesar de vc ser suspeita, rs, agradeço da mesma forma.
    E obrigado por segurar essa onda (tsunami, na verdade) comigo. Bom contar com vc.
    Agora é tentar segurar outras explosões, né?
    Vamos em frente…
    MM

    Curtir

  5. MM Says:

    Oi Adriana,
    Seu comentário é daqueles que fazem nosso dia ficar menos nublado. A situação é complicada e te agradeço de coração pela torcida.
    E obrigado pelas suas palavras. Exageradas ou não, me fizeram muito bem, rs.
    Beijos
    MM

    Curtir

  6. MM Says:

    Oi Fê…
    Valeu mesmo pela força e pode deixar, quando eu precisar, dou um berro sim, viu?
    Super beijo
    MM

    Curtir

  7. Adriana Says:

    Oi Marcelo
    Não sei o que está havendo, mas pelo que entendi é um momento delicado e terrível.
    Seu texto está maravilhoso e a tristeza que demonstra é a mais pura demonstração da sua sensibilidade.
    Caras como você merecem o que há de melhor. Sinto uma admiração profunda pela sua pessoa, pelo seus textos e pela sua sensibilidade.
    Homens como você são raros nos dias de hoje.
    Fique bem e só posso dizer que estou na torcida por você e pela pessoa a que se refere tão lindamente.
    Mesmo sem conhecê-lo, Marcelo, saiba que você arrancou lágrimas de mim hoje, parece que você tem uma capacidade de entrar em nossas mentes, por vezes obscuras. Seu texto é um alento.
    Emocionada me despeço.
    Grande beijo e muita força!!!
    Adriana

    Curtir

  8. Fernanda Says:

    Tenho certeza que vc ajudou e ajudará sempre…
    Complicada a situação…
    Sempre me questionei se suicídio era ato de coragem ou covardia.
    Qqer coisa que precisar, conte comigo.

    bjs

    Curtir

  9. Gabriela Says:

    Sem palavras

    Curtir

  10. Daniela Says:

    Má, meu amor, lindo texto.
    Acredito que tudo que não deve ser exposto e não é resolvido (diferente de querer) cria dentro da gente algo como uma panela de pressão. Mais cedo ou mais tarde explode de alguma maneira. Infelizmente pessoas dão a devida importância ao problema após explosão, isso vale para qualquer coisa.
    Agora vou falar como sua cliente, sua esposa e sua amiga: Felizes daqueles que terão ou tiveram a oportunidade de cruzar com uma pessoa como você que ajuda a aliviar essa pressão. Nesse caso você estava longe. Mas o efeito que sei que você causa nas pessoas aposto que já evitou que muitas panelas explodissem…
    s. bb.
    Dani

    Curtir


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: