Isso é arrogância?

autoestima

Reportagem interessante na revista Istoé desta semana. Eles até usam um espelho na capa e eu achei que estivessem copiando uma teoria minha… Prepotência? Arrogância de minha parte? Bem, pois é mais ou menos sobre isso que trata a tal reportagem: Autoestima.

Você pode estar se perguntando o que tem a ver autoestima com arrogância, e eu respondo: Tudo a ver.

Claro que tenho opinião sobre isso e, como gosto de polarizar as coisas, acho que se você não tem autoestima alta, é o que chamo de coitadinho. Se tem, é o que chamo de normal, mas o mundo, especialmente os brasileiros que mal sabem compreender textos ou palavras, chamam de arrogante.

O que significa dizer que para você ser vem visto pela “sociedade”, tem que ter baixa autoestima. Estranho, não é? Mas é a verdade. Basta você aí do outro lado se lembrar de algo que fez que tenha tido sucesso. Agora lembre-se quando contou esse sucesso para outras pessoas… Quem sentiu inveja, o chamou de arrogante. Não na sua frente, claro, afinal, os invejosos são covardes e só falam mal de nós pelas costas.

Entendeu como é o processo? Bastou você reconhecer que fez sucesso, ou seja, mostrar que estava com sua autoestima elevada, foi rotulado de arrogante.

Bom, eu prefiro ser “arrogante” do que coitadinho. Até porque sou normal e como todo mundo, fiz muito mais coisas legais que devo me orgulhar do que outras coisas. Tive muito mais sucessos do que fracassos. Como todo mundo, a diferença talvez seja que eu tenha mais facilidade para reconhecer esses sucessos, afinal de contas, nada é mais relativo do que sucesso.

Aí entra aquela velha questão do reconhecimento. Quem julga meus sucessos ou fracassos sou eu mesmo e não os outros. Consegue fazer isso? Pois é, isso é mesmo algo complicado, mas essencial: Não dê bola para o que os outros falam.

Pode parecer falta de educação, mas não é. Os outros nos julgam sem saber de todas as coisas, sem saber como é que as variáveis inerentes a todos os projetos influenciaram o resultado, enfim, vamos ser objetivos: Eles não têm capacidade alguma para nos julgar ou rotular. Ponto final.

Se conseguirmos isolar esses julgamentos, podem ter certeza de que nossa autoestima vai melhorar e muito. Esquisito afirmar uma coisa dessas imaginando que autoestima é o que pensamos e sentimos em relação a nós mesmos. Porém, minha experiência ensinou que nada derruba mais a autoestima do que a opinião dos outros. É, somos mesmo seres bem esquisitos.

Mas o que nos falta, além disso, é vibrar mais com nossos feitos. Com medo de parecer arrogantes, muitas vezes deixamos de lado nossa conquista e isso faz com que “ela” pareça menor do que efetivamente foi. Esquisitos de novo.

Acredito que todos nós deveríamos fazer mais cursos de marketing pessoal, afinal de contas, todo mundo quer se vender – no bom sentido, claro – mas na hora de valorizar a mercadoria, temos medo de parecer arrogantes.

Mudei de idéia. Definitivamente isso não é esquisitice, é burrice mesmo.

Se valorizar nossos feitos, se sentir orgulho das conquistas é se arrogante, sejamos, oras. Como sempre digo… Onde é que eu assino?

MM

Anúncios
Publicado em Ego. Tags: . 9 Comments »

9 Respostas to “Isso é arrogância?”

  1. Renato Marino Says:

    Realmente falta capacidade nos Brasileiros no que tange a interpretacao de textos.

    Curtir

  2. henju Says:

    o arrogante mente . O melhor se destaca por seus atos o marketing supervaloriza. Engana. Essa disputa ancestral. Se for o melhor em algumas circunstancias.
    Alguns assuntos, alguns momentos. o vencedor humilde ganha mais, é o super-homem de zaratrusta, todos iguais
    té +

    Curtir

  3. Angela Says:

    MM Preferido!!

    Você é assim!Exatamente o que escreveu.
    E sabe que é isso o que mais gosto em vc?
    Saudades Masters
    besos

    Curtir

  4. Fernanda Says:

    Amei !!!!!!!!!!

    Eu acho que as pessoas conseguem ser coitadinhas e arrogantes ao mesmo tempo… Principalmente qdo separamos a vida profissional da pessoal.

    Todos os líderes arrogantes que conheci, no fundo eram meros coitadinhos na vida pessoal…

    Ai… eu podia escrever um texto maior que o seu sobre o assunto… e isso já seria mto mais que um comentário.. hahahaha….

    Bjks

    Curtir

  5. Ailda Moreira dos Santos Says:

    Parabéns quero vc com seu ego cada vez mais inflado,assim seus textos ficam uma maravilha.Ah pode traduzir normal para mim rsrs.
    beijos

    Curtir

  6. Laura Says:

    Acho a falta de humildade um grave desvio de caráter, Marcelo e você em seu texto faz apologia a arrogancia.
    Apesar de respeitar seu ponto de vista em partes do texto, não concordo com sua visão de coitadinhos.
    Espero que entenda minha opinião.
    Abraços,

    Curtir

  7. Marina Says:

    Olá Marcelo,
    Concordo que temos que “nos achar”.
    Parabéns.
    Bjs

    Curtir

  8. Camila Says:

    Adorei seu texto. Li a reportagem e você conseguiu extrair mais do tema. Muito bom.

    Curtir

  9. Kris Arruda Says:

    Isos é coisa de brasileiro. Só podem ser coitadinhos e gostam de coitadinhos, mais fracos, perdedores.

    Se vc olhar os americanos, adoram falar de suas conquistas e gostam de quem faz isso. Basta olhar muitos de seus ídolos no esporte e música.

    Curtir


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: