Juntando os Egos

escovas

Lembro-me que quando era adolescente as separações eram raras entre os casais. Quando acontecia uma, logo perguntava para minha mãe o motivo do casal “y” ter se separado e ela invariavelmente respondia: Incompatibilidade de gênios.

Que diabos era isso, pensava eu inocentemente. O que será essa tal de incompatibilidade que é capaz de destruir uma família. O tempo passou e eu cresci. Junto comigo, cresceram as separações a ponto de, hoje em dia, termos poucos casais ainda “inteiros”. Falo da minha geração, claro. E das próximas, lógico.

Mas hoje em dia a tal incompatibilidade mal é levada em consideração, tadinha. Ela perdeu força para as traições, ciúmes, agressões e tantos outros motivos capazes de arrebentar com uma relação amorosa.

Mas será que tudo isso ainda não tem a ver com a incompatibilidade? Parece-me que sim. Uma amiga/leitora me pergunta um dia desses: MM, você que é consultor pessoal, consegue me explicar por que é tão difícil uma relação durar?

A resposta é fácil, o principal motivo é: Preguiça.

Casar, namorar, morar junto, enfim, qualquer que seja o tipo de relação é fácil de se conseguir, o problema não é esse, o problema é manter a coisa funcionando. Aí entra a preguiça.

Temos preguiça de fazer funcionar. Nem vou entrar no mérito daquele chavão, “um casal para dar certo os dois têm que ceder”. Isso é óbvio, mas vou além, acho que os casais têm é que se esforçar positivamente e não pensar em coisas negativas como ceder.

Vejam: Duas pessoas, normalmente de sexos opostos, sempre com histórias de vida distintas, formação de caráter e personalidade únicas, indivíduos completamente diferentes… como é que isso pode dar certo? Como fazer com que dois Egos se mantenham inflados ao mesmo tempo? Com esforço.

Mas… esforço é incompatível com preguiça. E por que temos que nos esforçar, uma vez que só nos relacionamos com pessoas que têm alguma compatibilidade com a gente? Bom, eis o mistério da fé.

A compatibilidade ou a incompatibilidade desaparece quando nos apaixonamos. Nem prestamos atenção nos costumes do outro quando estamos apaixonados. O que é esquisito, afinal de contas deveríamos nos apaixonar justamente por causa da compatibilidade. Pois é, seres humanos são mesmo esquisitos.

Nos apaixonamos pelo físico, pelo beijo, pelo cheiro. Nos apaixonamos por causa da tão famosa química.

Compatibilidade nessa hora? Ah, esqueçam, não há espaço para isso naqueles momentos iniciais divinos. Nesse momento a sintonia é perfeita, acreditamos nisso cegamente, temos a tendência a acreditar que qualquer que seja a pessoa, é a pessoa certa, a alma gêmea.

Com o passar do tempo, a “lua de mel” acaba e as incompatibilidades surgem. Eu gosto de futebol e ela de novela, ela de comida japonesa, eu de churrasco. E por aí vai. E como vai longe essa lista.

Aí há a necessidade da adaptação, é aí que surge a lacuna do tal esforço que comentei lá em cima. Deveríamos nos esforçar mais para gostar de comida japonesa, assim como entender e aceitar as diferenças mais marcantes, afinal de contas, já sabíamos – ou deveríamos saber – que tudo isso não passa de uma simples fórmula: Juntar dois seres diferentes.

A preguiça impede o esforço pelo entendimento. Numa boa, sejamos francos, é muito mais fácil hoje em dia trocarmos de parceiro do que de roupa.

Os mais românticos poderão sofrer, afinal eles se apaixonam com mais facilidade e sonham muito mais, mas a verdade é que chorar uma ou duas semanas não mata ninguém. Assim que enxugarem as lágrimas eles se levantarão da cama e partirão para outra.

E assim caminha a humanidade, sempre atrás do próximo parceiro, aquele mesmo que será completamente incompatível, aquele que será talvez, apaixonante no primeiro momento justamente porque não pensamos nisso…

MM

Anúncios
Publicado em Ego. 11 Comments »

11 Respostas to “Juntando os Egos”

  1. miriamoliveira.mi Says:

    Muito bacana a postagem de agosto de 2009, Marcelo. Mas, por que algo tão simples não é compreendido e assimilado?

    O texto é ótimo! Faz todo sentido. Tenho pensado que reflexões deveriam vir em pílulas e receitadas por nossos “consultores clínicos”, assim não precisaríamos circular entre a maca e o divã.

    Um abraço,

    miriamoliveira.mi@gmail.com

    Curtir

  2. Ailda Moreira dos Santos Says:

    Marcelo acho que a preguiça é um forte componente, mais semelhantes tem mais chance de dá certo você não acha?

    Curtir

  3. Fernanda Says:

    Ah… mas vamos combinar que se tem preguiça é pq já não se tem uma liga, né? A primeira lei do amor é a Lei da Química. bjs

    Curtir

  4. Lia Says:

    Será que é só preguiça, MM? Invariavelmente numa relação um cede mais que o outro para dar certo…E se as incompatibilidades não forem tão grandes a preguiça de separar é muito maior porque no fundo vai acontecer tudo de novo…rs
    Descrente? Talvez mas o certo, quem sabe seja mesmo seguir aquele velho careta e batido conselho de mãe: Case sua filha com o filho do seu vizinho!rsrsrs
    Realidades e criação diferentes dão muiiiito problemas.
    Adorei te ver no Alternativa Saúde, que bom que a CRis me avisou…Ah, ainda revi no outro dia!
    Fiquei orgulhosa do meu amigo embora virtual mas que eu tanto admiro e gosto!
    Beijo

    Curtir

  5. Bel Says:

    Tem certas coisa, que por mais esforço que façamos, não mudam. Impossível mudar o caráter ou a personalidade de alguém.
    Então é necessário deixar a preguiça de lado, e fazer um tremendo esforço, pra se ter paciência….muiuuuuta paciência pra aceitar incompatibilidade e as diferenças, que surgem quando a “lua de mel” acaba. Porque, sinceramente ficar trocando 6, por meia dúzia …não dá.
    Adorei o texto.
    Só pra variar…rs

    Curtir

  6. Marisa Says:

    O que machuca é saber que tudo isso é verdade, além do que, dói saber que nós mesmos é que estragamos com nossas escolhas.
    Belo texto.

    Curtir

  7. Sil Says:

    Bom…Amore!!!

    Essa eu tenho que comentar…afinal…acredito que somos campeões em casamentos….casos….namoros…eu seja qual for o nome…
    Na verdade, o ser humano é movido a preguiça….e muitas vezes um dos lados se esforça…para que tudo de certo…
    Diante tal preguiça…mas sendo uma pessoa…que amo estar casada…pois aí vem a tranquilidade…mas…os “casamentos” serem passageiros…
    Acredito, que devemos investir…nos momentos apaixonados…na tal química….e quando isso acabar…mais uma vez…ou investimos…ou fiquemos com preguiça…
    Aí é hora de olhar nos olhos…e dizer…valeu a pena…até aqui…continuemos amigos…e cada um segue seu rumo…com a preocupação evidente…por aquele ou aquela…que um dia passou pela sua vida…
    Tenho um ego apaixonado…intenso…mas quem sou eu…para exigir..isso do outro…rsrs

    Amo vc…

    Curtir

  8. Bete Mendeiros Says:

    Bom dia,
    Vi o Alternativa Saúde e adorei sua participação, confesso que não o conhecia e entrei em seu site. Muito interessante seus conceitos e programa de treinamento.
    Para minha grata surpresa, percebi que você além de ser um mestre na lida com pessoas, ainda tem a sensibilidade de escrever palavras como as deste texto. Fala as verdades sem ofender ninguém. Muito bacana.
    Devorei seu site, assim como este Blog.
    Meus sinceros parabéns.
    Voltarei mais vezes porque não é fácil encontrarmos excelente conteúdo hoje em dia na internet. Muita gente escrevendo, porém, besteiras.
    Um grande abraço de sua nova fã.
    Bete

    Curtir

  9. Angela Says:

    MM preferido……

    Nossa, vc ARREBENTOU!!
    Que pena que estamos vivendo isso , não?
    Ninguém mais, quer se “doar” para o outro, não deu certo…a fila anda…..
    Bjkas

    Curtir

  10. Crica Says:

    Olá MM,
    Trsite e verdadeira constatação. Adorei o que escreveu.
    Todas as linhas!
    Bj

    Curtir

  11. Gabriela Says:

    Texto divino. É exatamente o que somos: Preguiçosos.
    Parabéns,

    Curtir


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: