Jogando Xadrez

Xadrez - Espelho

Devo ter comentado, se não comentei pensei, que a nossa vida é basicamente um jogo de xadrez. Temos que prestar atenção em cada detalhe, em cada movimento das pessoas e não só das pessoas, mas de tudo o que acontece.

Preciso falar que nosso movimento é o mais importante? Ok, eu falo: Os nossos movimentos são os mais importantes.

Às vezes nos sentimos estranhos – eu pelo menos me sinto – quando percebo que estou “jogando” contra mim mesmo. É coisa de nossa mente, um lado quer se movimentar para o norte e o outro insiste em nos levar para o sul. Como é que se antecipa isso, ou melhor, como é que se lida com esses conflitos internos?

Como já sabemos, não existe uma só formula que seja definitiva – isso no que diz respeito às outras pessoas – mas sinceramente, será mesmo que não podemos criar uma fórmula que sirva pelo menos a nós mesmos?

O que quero dizer é que se usarmos nossas experiências, nossos sucessos e fracassos, nossa visão, nossa percepção e nossos significados, será que não conseguimos formar um padrão, algo que possamos usar sempre que necessário?

Pois é, acredito que sim e… vou um pouco além, acredito que temos que fazer isso. A prova é que já fazemos esse tipo de coisa quando lidamos com o outro. De uma certa forma, aprendemos como as pessoas com quem nos relacionamos “funciona” e usamos isso para manter nossas relações, bem como quando precisamos agredir ou ofender, sabemos exatamente onde atacar, não é verdade?

Assim sendo, deveríamos saber bem lidar com nossas mentes, não? Mas… como sempre digo, na prática a teoria é outra. Nos agredimos e até mesmo violentamos sem saber o que estamos fazendo, nos damos prazer e mal damos valor às pequenas coisas que geram isso, enfim, quando o “jogo” é contra nós, poucas vezes levamos em conta o que realmente estamos fazendo.

Pois eu digo que somos seres fracos. Muitas vezes sabemos como lidar com o próximo, mas não sabemos como lidar com nós mesmos. Por que?

Bem, funciona assim: se você joga xadrez com um adversário, você tentará descobrir o que ele pensa, como age, como joga. Se formos abrir um tabuleiro e jogar esse jogo tendo nós mesmos como adversários, já sabemos o que o “outro” eu fará. Não dá para tentar surpreender, pois quem está do outro lado é exatamente a mesma pessoa.

Confuso, eu sei, mas deveríamos tentar nos surpreender sempre. Digamos que surpreender seja impossível, eu mudo a frase para: Experimentar. Sim, deveríamos nos testar, permitir, experimentar. Tentar outro caminho quebrando os paradigmas que formamos ao longo e nossa existência.

Fazer algo diferente assusta. O novo sempre assusta. Mudar certos conceitos envolve uma boa dose de coragem. Sim, é preciso muita coragem para quebrar crenças que formulamos ao longo da vida, mas repito, é absolutamente necessário se você quer de fato ter um bom conhecimento de si mesmo.

Hoje em dia tenho passado por essas experiências, estou tentando experimentar um outro MM que sequer sabia que poderia existir. Mas ele existe e cá entre nós, esse “ele” me surpreendeu.

Aceitar novos desafios não é fácil, surpreender a quem tanto nos conhece é tão ou mais difícil do que surpreender o outro. Mas uma coisa eu te falo com propriedade: Tem sido uma experiência e tanto descobrir outras facetas de mim mesmo. Parece que a gente cresce um bocado.

MM

Anúncios
Publicado em Ego. 1 Comment »

Uma resposta to “Jogando Xadrez”

  1. Droryana Says:

    Adoro seu jeito de escrever. Parece que está conversando com a gente.
    Mas é cada idéia…uma fórmula…uma fórmula…
    Cada idéia…
    Sim.
    Gostei da idéia. Uma fórmula de mim para mim mesma.

    Curtir


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: